// Dia 25 de Abril | Quarta-Feira
Porto Dragão
22:30H | Grãos de Imagem | Vaga Carne |

Vaga Carne é um solo de Grace Passô, que também assina o texto do trabalho. A peça é um campo de jogo entre palavra e movimento, onde um corpo de mulher vive a urgência de discurso, à procura de suas identidades e de pertencimento. Em sua narrativa, uma voz errante, capaz de invadir qualquer matéria sólida, líquida ou gasosa, resolve, pela primeira vez, invadir um corpo de mulher e, a partir dessa experiência, narra o que sente enquanto sujeito, o que finge sentir, o que é insondável em si, o que sua imagem é para o outro, sonda o que significa um corpo enquanto construção social. Vaga Carne inaugura o Projeto Grãos da Imagem, que reúne peças em torno de temas identitários. Nela, Grace Passô reuniu uma equipe de criação formada por antigos parceiros de trabalho, como é o caso de Nadja Naira (artista curitibana, integrante da Companhia Brasileira de Teatro), Kenia Dias (professora e bailarina residente em São Paulo, Ricardo Alves Jr. (cineasta e diretor de teatro belorizontino) e Nina Bittencourt (socióloga e produtora cultural).
A peça estreou no Festival de Curitiba de 2016, integrou a programação dos Festivais TREMA! (Recife, PE), Melanina Acentuada (Salvador, BA), Porto Alegre em Cena (RS), Festival de Vitória (ES) e realizou temporadas no Rio de Janeiro (Sesc Copacabana e Teatro Glaucio Gill), em São Paulo (Sesc Pompeia e Caixa Cultural) e Belo Horizonte (Sesc Palladium). Dentre os prêmios e indicações que o trabalho recebeu, estão: APTR, Prêmio Shell RJ, Prêmio Cesgranrio, Prêmio Questão de Crítica RJ e Prêmio Bravo!