// Dia 28 de Abril | Sábado
Ruas no entorno do Dragão do Mar
17:00H | DERIVA | Ítalo Campos | Arte Urbana

A relação de Deriva com o espaço urbano do Poço da Draga, e com os materiais da natureza, vêm do diálogo com a poética dos artistas visuais Lygia Clark e Hélio Oiticica. Em Deriva, Dança-instalação pensada para o Pavilhão Atlântico, os bailarinos constroem uma instalação sensorial aberta a participação do público com areia e água, materiais que dizem respeito à praia e ao mar. A instalação é fruto da pesquisa em BMC (Body Mind Centering) na região da Praia de Iracema durante o ano de 2016 pelo LAS - Laboratório Abrigos Sensíveis, grupo de pesquisa estética da Universidade Federal do Ceará. A pesquisa entendia o mar como um elemento que diz muito a respeito de Fortaleza, assim como o sangue e a água dizem muito a respeito do corpo.