// Programação
DIA 25 DIA 26 DIA 27 DIA 28 DIA 29 DIA 30
Chamamento público para a Maloca Dragão 2017 teve 703 inscritos
Número é mais que o dobro do ano passado. Categorias que mais receberam inscrições foram a Música, com 301 projetos, e a área de Produção Cultural, com 216 profissionais inscritos

O chamamento público da Maloca Dragão 2017 teve 703 inscritos entre projetos artísticos de diversas linguagens e profissionais da área de Produção Cultural. Abertas de 6 a 20 de março, as inscrições superaram em 118% o número de inscritos no ano passado. A lista dos selecionados foi divulgada no último dia 5 de abril. 

Esta é a segunda vez consecutiva que o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura usa o processo de chamamento público para compor parte da programação da Maloca e a primeira vez em que assim formará também o quadro de profissionais técnicos e de produção para o festival. Foram inscritos 301 projetos inéditos de Música, 86 de Teatro, 27 de Dança, 23 de Circo, 23 de Literatura, 19 de Arte Urbana e 8 de Culturas Populares. Já o número de profissionais inscritos foi de 216, entre produtores culturais, roadies e técnicos de iluminação, som e cenotecnia.

O número total de 703 inscritos é mais que o dobro do montante de 2016, quando foram inscritos 322 projetos no chamamento. O crescimento de 118% reforça o reconhecimento e a importância da Maloca Dragão para o cenário cultural cearense. Firmado no calendário do Estado como o maior festival de artes integradas do Ceará, a Maloca recebeu mais de 200 mil pessoas, no ano passado.


Banco de dados

 As inscrições compõem um verdadeiro banco de dados de projetos artísticos e de profissionais da cultura do Estado por meio da plataforma do Mapa Cultural do Ceará. Em 2016, cerca de 60% das mais de 140 atrações da Maloca Dragão foi composta por trabalhos selecionados nesse banco. Neste ano, esse número subiu para 75% das mais de 130 atrações. Muitos dos inscritos não selecionados nessa etapa, porém, poderão ainda ser convidados para programas diversos do Dragão do Mar, tais como Praça do Rock, Pôr do Som, Dragão Blues e Fuxico no Dragão. 

A seleção de projetos artísticos para a Maloca Dragão baseia-se nos critérios de ineditismo, na cidade ou só no festival, sendo o primeiro de maior peso; qualidade do trabalho artístico proposto; e, por fim, o artista ou grupo têm que ser cearense ou residente no Estado. Junto da Diretoria de Ação Cultural, curadores em cada linguagem fizeram essa triagem. São eles: Rogério Mesquita, no Teatro; Carol Holanda, no Circo; Ernesto Gadelha, na Dança; Rafael Lima Verde, na Arte Urbana; Fernanda Meireles, na Literatura; e Ivan Ferraro, na Música.

Mapa Cultural

As inscrições no Chamamento da Maloca Dragão 2017 foram feitas exclusivamente no site da Maloca, de 6 a 20 de março. Para efetivar a inscrição e ter acesso ao formulário on-line, todos os proponentes tiveram de se cadastrar no Mapa Cultural do Ceará, plataforma digital que integra uma rede de agentes culturais do nosso Estado. 
Entre os inúmeros benefícios gerados, a participação no Mapa proporciona ao agente cultural a visibilidade de seus trabalhos, formação de networking, o acompanhamento da agenda cultural e a consulta a outros projetos culturais. Nos dias 14 e 16 de março, foram realizadas oficinas de tira-dúvidas, no Auditório do Dragão, para as pessoas com dificuldade em concluir o processo de inscrição.


Balanço Chamamento Público da Maloca Dragão 2017

703 inscritos
Crescimento de 118% em relação ao ano passado

Inscrições por categoria
Música - 301
Teatro - 86
Dança - 27
Circo - 23
Literatura - 23
Arte Urbana ? 19
Culturas Populares ? 8
Profissionais da área de Produção Cultural - 216