// Programação
DIA 25 DIA 26 DIA 27 DIA 28 DIA 29 DIA 30
Programação composta por chamamento público contou com curadores em cada linguagem artística
Conheça os critérios de curadoria para seleção dos projetos artísticos inscritos na Maloca Dragão 2017

O chamamento público da Maloca Dragão 2017 teve 487 projetos artísticos inscritos nas linguagens de Teatro, Dança, Música, Cultura Popular, Literatura e Arte Urbana. Divulgado no dia 5 de abril, o resultado revelou 98 atrações escolhidas para compor a programação do festival. Conheça os curadores, a linha curatorial de cada linguagem e o que foi determinante na seleção para a Maloca Dragão.

  •  TEATRO

Rogério Mesquita

Ator e produtor do Grupo Bagaceira de Teatro. Atua há 20 anos na cena teatral cearense, tendo participado dos principais festivais de teatro do Brasil.

Linha curatorial > Os 86 projetos artísticos inscritos na linguagem do Teatro demonstraram quão rica é a cena teatral cearense. Foram recebidos espetáculos de diversas naturezas, alguns iniciantes e outros com trajetórias bem consolidadas. A escolha procurou fazer um recorte plural, que desse conta dessa diversidade e do próprio conceito de fusão, de mistura de linguagens que a Maloca Dragão abrange.
Dessa forma, foram selecionados projetos com diversos pontos de vistas: do resgate da dramaturgia de Plínio Marcos a um teatro mais alternativo, como os teatros de rua, que por sugerirem caixas cênicas alternativas foram muito bem-vindos, diante da reduzida oferta de palcos tradicionais.
Devido à limitação de espaço, as questões técnicas foram determinantes. Alguns horários extensos de montagem invalidaram propostas. Num festival, são muitos espetáculos acontecendo num curto espaço de tempo. É preciso uma flexibilidade maior para que a grade de programação não fique comprometida, além de uma trajetória experiente para dividir palcos.
 

  • LITERATURA

Fernanda Meireles

Escritora, artista visual e educadora. Graduada em Letras, especialista em Arte-Educação e mestre em Comunicação. Cria e circula com a Sem Paredes, ateliê e loja itinerante.

Linha curatorial > Para escolher projetos dentre os 23 inscritos no chamamento, a curadora levou em conta aqueles que se apresentam de forma mais interativa e ágil com o público. O desafio foi escolher experiências literárias que se sustentassem enquanto apresentação artística dentro de um evento tão dinâmico e intenso, como a Maloca Dragão. 
Em meio às mais diversas propostas, algumas se apresentaram de forma ainda embrionárias e outras de cunho mais intimista e/ou de caráter formativo. As propostas selecionadas representam então um breve panorama da produção cearense literária pronta para circular em busca de seu público. Foram selecionados sarau literário, contações de histórias e performances poéticas. Todos de caráter inovador e com temas caros à sociedade hoje, tais como o empoderamento feminino e a cultura afro.

  • DANÇA


Ernesto Gadelha

Bailarino profissional. É diplomado em Pedagogia da Dança pelo Instituto de Danças Cênicas de Colônia e pós-graduado em Dança Contemporânea pela Folkwang Universität der Künste (Essen - Alemanha). Atuou como curador em diversos festivais e desde 2009 é responsável direção artística e curadoria da Bienal Internacional de Dança do Ceará.

Linha curatorial > Para o curador, a seleção foi uma tentativa de exibir um painel diversificado de obras coreográficas, apresentando assim um breve e rico panorama da produção cearense. 

Entre os critérios que balizaram a escolha, o curador destaca a pesquisa por trás de cada trabalho, a singularidade autoral, além da maturidade artística dos trabalhos e dos elencos. "O forte investimento no diálogo com a música, na investigação corporal e nas partituras de movimento são características presentes na maior parte dos trabalhos", afirma o curador. 
 

  • MÚSICA

Ivan Ferraro

Músico, produtor cultural, diretor da produtora de eventos, gravadora e editora Midiamix Comunicação Viva e fundador da PRODISC - Associação dos Produtores de Cultura do Ceará. Idealizador e coordenador da Feira da Música

Linha curatorial > Recordista de inscrições, com 301 propostas, a Música apresentou ao curador o desafio de apresentar um panorama da produção cearense, que está em plena efervescência. A partir das inscrições, o curador destaca o crescimento das cenas de rock e rap, responsáveis por quase 50% das propostas recebidas. Segundo ele, a escolha foi pautada pela necessidade de contemplar a riqueza e a pluralidade das produções, sempre privilegiando lançamentos e apresentações de projetos inéditos, nos mais diversos gêneros musicais.
 

  • ARTE URBANA

Rafael Limaverde

Formado em Artes Visuais pelo Instituto Federal do Ceará (IFCE). Atua nas áreas de design, xilogravura, ilustração e graffiti.

Linha curatorial > A inclusão da arte urbana como linguagem integrante da programação da Maloca Dragão é um das novidades apresentadas pelo festival, neste ano. Com o desafio de mostrar as diferentes manifestações da linguagem, o curador privilegiou projetos que dessem conta dessa diversidade, sendo ainda guiado pela viabilidade de execução, além da qualidade estética e originalidade das ações. Graffiti, lambe, performance, instalações e site specific serão realizadas nos diversos espaços do Dragão do Mar, no entorno e na Praia de Iracema, ao longo do festival.

 

  • MALOCA ELETRÔNICA

Jr Animal e Paulo Thiago (Núcleo de Arte e Cultura Transcendental ? NUACT Produções)

JR Animal > DJ, produtor e tatuador. Sempre entrelaçando arte, música, permacultura, ciências revolucionárias e sustentabilidade, o cyber ativista é um dos principais fomentadores da cena da música eletrônica cearense.

Paulo Thiago > É publicitário, especialista em marketing digital, produtor de teatro e técnico em produção cultural. É um dos idealizadores do coletivo artístico cearense Nuact e da recente agência de artistas AEON Bookings. Desenvolve projetos relacionados com a cena eletrônica nacional há mais de 10 anos e segue representando grandes artistas e futuras promessas do Brasil e da América Latina.

Linha Curatorial > Em parceria com o Dragão do Mar, a dupla da NuACT lança, nesta quarta edição do festival, a Maloca Eletrônica, que deve seguir como programa fixo do Dragão do Mar, realizando ações mensais ligadas ao gênero. Há quase uma década, esse núcleo fomenta a cena alternativa em todo o Nordeste. 

Hoje, o NuACT é um dos principais núcleos do gênero no Norte/Nordeste do Brasil e o responsável pela Entrance. Segundo os curadores, a seleção foi orientada pela necessidade de apresentar diferentes estilos dentro da música eletrônica, formar uma miscelânea que contemple desde a música eletrônica pura à música eletrônica combinada, além de considerar a qualidade técnica e artística de cada proposta.
 

  • CIRCO

Caroline Holanda

É palhaça e tem formação em Magie Nouvelle (Mágica Nova) pelo Centro Nacional das Artes do Circo - CNAC/França. Integra os grupos As 10Graças de Palhaçaria e o Scenogramas Cia. Cênica (Circo/Dança/Marionete). É residente do Galpão da Vila - espaço de pesquisa e produção com forte acento no Circo e suas bordas. É Mestre em Teatro pela UDESC e professora dos cursos de Dança da UFC.

Linha Curatorial > Assumiu como linha curatorial abraçar tanto a perspectiva tradicional quanto a contemporânea da produção artística circense, abrindo ao público a possibilidade do encontro com a potência do Circo. A curadoria, abrangendo também o caráter específico da linguagem de criação por números curtos, elaborou Variétés que irão apresentar composições de números da melhor qualidade produzidos pelo circo cearense.

  • GASTRONOMIA

João Lima

É formado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal do Ceará em 1996, possui mestrado em Tecnologia Tropical pela Fachhochschule Koeln, na Alemanha, MBA em Gestão Empresarial pela FGV e Gestão da Hotelaria de Luxo pela Roberto Miranda Educação Corporativa. Sua vida na gastronomia se iniciou no ano 2000, em Colônia, na Alemanha. Em São Paulo, foi Chef do indicado pelo Guia Michelin, Aguzzo, e passou por experiências de imersão em gastronomia em Siracusa e em Castelbuono, na Sicília, Itália. Foi, também, em São Paulo, Diretor de operações do Grupo Don Pepe di Napoli e colunista de Gastronomia e Viagens do Portal Norteando Você. Hoje, atua no Governo do Estado do Ceará como Assessor Especial da Casa Civil para assuntos ligados à gastronomia.

Conceito Curatorial > Para o aniversário de 18 anos do Dragão do Mar, foi criado um espaço para gastronomia que trouxesse os sabores das memórias afetivas da cidade. O Maloca de Comer - Gostin de Fortaleza foi pensado para trazer representantes da cena gastronômica que fazem parte das nossas histórias com suas guloseimas mais características. Os restaurantes do entorno do centro cultural também participarão, criando cada um um item no cardápio que vai também homenagear o evento e o aniversário do Dragão e farão parte do circuito gastronômico Maloca de Comer. As comidinhas de nossas lembranças e que nos fazem sentir em casa darão um toque especial às demais atrações do fim de semana.

  • MODA E DESIGN

Mariana de Castilho

Formada em Design de Moda pela UFC. Possui seis anos de experiência em Marketing de Moda em Redes Sociais. Sócia-proprietária do Ateliê Pavão Misterioso com foco em criação sustentável.

Conceito Curatorial > Serão 20 marcas autorais, com processo em escala não industrial.